quinta-feira, 18 de agosto de 2011

A corrupção que corrói o Brasil

É antiga e bem conhecida a frase de que "ou o Brasil acaba com a saúva, ou a saúva acaba com o Brasil".
A saúva, como todos sabem, é uma formiga cortadeira que destrói tudo que encontra pela frente: árvores, plantações, flores. O agricultor se levanta de madrugada e encontra um rastro de destruição no meio do seu milharal ou mandiocal. O jardineiro que à noite deita com a esperança de ver o botão de rosa desabrochado no dia seguinte, encontra uma roseira nua e um rastro de resto de folhas pelo chão.

Quem nunca passou por um dissabor desses? Só quem nunca cultivou nada.

A tristeza, o desânimo e o prejuízo que a saúva leva a quem cultiva a terra, o corrupto leva ao cidadão que paga impostos.

Nas últimas semanas, tivemos uma amostra disso. Na Bahia, operação conjunta da Receita Federal e Polícia Federal encontraram bens no valor de R$ 1 bilhão, produtos de sonegação de impostos. Isso não se faz sem que algum corrupto tenha dado cobertura aos sonegadores.

Em Brasília tivemos as "crises" do Ministério dos Transportes (DNIT), Turismo e Agricultura. Uma série de escândalos envolvendo desvio de dinheiro público.

E como se essa roubalheira não fosse suficiente para irritar e desiludir os brasileiros, os políticos querem que o povo esqueça as falcatruas e discuta se a polícia deve ou não algemar quem é preso.
Como formiga cortadeira que é, a saúva faz o que lhe compete fazer: cortar e carregar. Já os corruptos fazem o que não deveriam fazer: apossar-se do dinheiro do contribuinte e usufruir dele como se fosse patrimônio particular.

Não admira que os indianos tenham ido às ruas protestar contra os políticos corruptos. Admira ver o grau de tolerância do povo brasileiro que, roubado todos os dias por senadores, deputados, ministros, secretários, prefeitos, vereadores – continua mostrando uma tolerância infinita.

Nenhum comentário:

b56a63c5-6e12-4ad3-81ef-13956069e781