sábado, 26 de fevereiro de 2011

Ensino básico deve ser gratuito

O ensino público deve ser gratuito. É isso que a sociedade precisa e é isso que a constituição determina. Por isso venho há tempos lutando para que a prefeitura forneça todo o material escolar aos alunos da rede pública.
Em 2011 veio a primeira vitória: os alunos do ensino fundamental receberam seu material escolar. Pais e mães se livraram daquelas listas pavorosas que todos os anos traziam angústias para todos.
Acontece, porém, que o prefeito está discriminando os alunos das creches e das pré-escolas. Nas primeiras estão as crianças de zero a três anos; nas segundas, as crianças de quatro e cinco anos. Essas crianças também fazem parte da educação básica. Elas também têm direito a receber o material gratuitamente. Entretanto, não estão recebendo. Há, portanto, uma discriminação odiosa contra elas.
A Secretaria da Educação fala sobre o ensino básico
Dia 23 de dezembro do ano passado a Secretaria da Educação oficiou ao Jornal de Negócios esclarecendo que “Desde 1996 [...] a educação Infantil passou a integrar a Educação Básica, juntamente com o ensino fundamental e o ensino médio”.
Nesse mesmo ofício a Secretaria esclarece que é por isso que as creches são fechadas durante as férias. Acrescenta que as professoras “são remuneradas pelo FUNDEB (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Básica), sem quaisquer vínculos com projetos sociais, mas educacionais”.
Ora, se assim é, por que a discriminação? Por que os alunos das creches não têm os mesmos direitos que os alunos das outras escolas?
Explicações toscas
As mães que reclamam da falta de material estão recebendo uma explicação tão estapafúrdia quanto mentirosa. Disseram-lhes que o vereador Fernando Cabral proibiu a distribuição de material.
Disseram-lhes também que se as professoras pedissem dinheiro para as mães, as creches seriam fechadas.
Não acredito que alguma mãe tenha acreditado numa bobagem dessas. Mesmo assim, penso que vale a pena esclarecer a questão.
Em primeiro lugar, eu não tenho o poder de abrir ou fechar creches. Se tivesse, elas não seriam fechadas. Ao contrário, teria aberto várias, pois a cidade precisa. E essas creches por mim abertas funcionariam o ano inteiro. Não ficariam fechadas em julho, dezembro ou janeiro. É um direito das crianças e das mães. É uma obrigação da prefeitura.
Em segundo lugar, as crianças receberiam gratuitamente alimentação, uniforme e todo o material de que precisam. Não se pode economizar com educação. Não se pode descurar dos primeiros anos de vida das crianças.
Em terceiro lugar, as creches seriam tratadas também como um projeto social e não apenas como um projeto de educação – como afirmou a secretária no seu ofício.
Em quarto lugar, as professoras e auxiliares das creches e pré-escolas teriam salários compatíveis com as responsabilidades inerentes às funções que desempenham.
Em quinto lugar, eu não toleraria nenhuma mentira, nenhuma justificativa estapafúrdia para a falta de organização e de compromisso com o ensino básico. Um ambiente onde há mentira e enganação não é propício à formação das crianças.
Mensagem às mães
Se você tem filho em creche ou pré-escola municipal, não aceite as desculpas tontas e esfarrapadas que lhe dão. Exija tudo que seu filho tem direito: alimentação, uniforme e material escolar.
Algum dia teremos um prefeito que entenderá a importância da educação. Quando isso acontecer, o ensino será de qualidade; alunos e pais serão respeitados; as professoras terão salários dignos e boas condições de trabalho. As creches serão reconhecidas como uma instituição de puericultura que não deve se limitar a ensinar, mas que deve também apoiar, acolher, formar e deixar crescer.

Prefeito nega material escolar para alunos de creche e pré-escola

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Deputado Federal abre mão de benefícios

O deputado federal José Antonio Reguffe (PDT-DF), que foi proporcionalmente o mais bem votado do país com 266.465 votos, com 18,95% dos votos válidos do DF, estreou na Câmara dos Deputados fazendo barulho. De uma tacada só, protocolou vários ofícios na Diretoria-Geral da Casa.

Abriu mão dos salários extras que os parlamentares recebem (14° e 15° salários), reduziu sua verba de gabinete e o número de assessores a que teria direito, de 25 para apenas 9. E tudo em caráter irrevogável, nem se ele quiser poderá voltar atrás. Além disso, reduziu em mais de 80% a cota interna do gabinete, o chamado “cotão”. Dos R$ 23.030 a que teria direito por mês, reduziu para apenas R$ 4.600. Segundo os ofícios, abriu mão também de toda verba indenizatória, de toda cota de passagens aéreas e do auxílio-moradia, tudo também em caráter irrevogável. Sozinho, vai economizar aos cofres públicos mais de R$ 2,3 milhões nos quatro anos de mandato. Se os outros 512 deputados seguissem o seu exemplo, a economia aos cofres públicos seria superior a R$ 1,2 bilhão.
A tese que defendo e que pratico é a de que um mandato parlamentar pode ser de qualidade custando bem menos para o contribuinte do que custa hoje. Esses gastos excessivos são um desrespeito ao contribuinte. Estou fazendo a minha parte e honrando o compromisso que assumi com meus eleitores”, afirmou Reguffe em discurso no plenário.

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

ACIBOM anuncia vagas para aprendizes

Câmara nomeia aprovados em concurso

A Câmara Municipal publicou ontem o edital de nomeação dos aprovados no Concurso da Câmara. São eles:
Analista Parlamentar - Área Contábil
           Adilson José da Silva Xavier
Analista Parlamentar - Área Jurídico Legislativa
           Ivi Guimarães Lacerda
           Diná Maria Soares dos Santos
           Júlio César do Couto
           Helvécio Henrique de Souza
Analista Parlamentar - Qualquer curso superior
           Ester Vieira de Assis
           Bruno Luiz dos Santos Carmo
           Valéria de Lima Carvalho
Auxiliar administrativo
           Teresa Gontijo Ockhuijsen
           Luis Paulo Nunes Santos
           Márcia Alexandrina da Silva
           Bruno Henrique Soares de Oliveira
           Marinely Martinez de Andrade
Para obter o decreto de nomeação em PDF, clique aqui.
Para obter o decreto página a página, em JPG, clique na página escolhida: (página 1), (página 2), (página 3).

    A todos os nomeados, nossos parabéns.

domingo, 20 de fevereiro de 2011

Terminou o horário de verão. Atrase o seu relógio em uma hora

Desde a meia-noite de ontem (19 para 20/2)terminou o horário brasileiro de verão. Se você mora em um dos estados das regiões Sul, Sudeste ou Centro-Oeste, atrase o seu relógio em uma hora.

sábado, 19 de fevereiro de 2011

Bode quer passar por cima da Câmara e atropelar vereadores

Termina hoje (19/2) o horário de verão

Termina à meia-noite deste sábado (19/2) o horário de verão. Os relógios devem ser atrasados em hora. Esse horário especial, em vigor desde 17 de outubro de 2010, foi adotado pelos estados das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste.

Com essa medida o país reduziu 4,4% na demanda do horário de pico. A economia foi de 2.376 megawatts.

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Em Pará de Minas, homem morre quando sinalizava rodovia após atropelamento

No primeiro acidente, um andarilho foi atropelado por carreta e morreu.
Os dois acidentes aconteceram na BR-262, em Pará de Minas.

Um homem morreu atropelado, na madrugada desta sexta-feira (18), quando sinalizava um trecho da rodovia BR-262, após um acidente na altura do km 400, em Pará de Minas, na Região Central de Minas Gerais. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), no primeiro acidente, por volta das 3h, um andarilho morreu atropelado.
Ainda segundo a PRF, o andarilho foi atropelado por uma carreta. Um homem que passava pela rodovia, no momento do acidente, ajudou a sinalizar o trecho. Neste momento, uma carreta passou em alta velocidade e ele correu para o acostamento. O homem foi atropelado no acostamento por uma segunda carreta que tentava desviar do primeiro acidente. Ele morreu na hora. As informações são da PRF.
 

Quilombo dos Carrapatos oferece cursos

A associação dos quilombolas dos Carrapatos oferece cursos de informática, de serigrafia (silk-screen) e de costura. As inscrições estão abertas. Os cursos são gratuitos.

Informações completas podem ser obtidas Rua Tabatinga, n° 520, antiga creche Dona Joesse ou pelo telefone 3522 3324.

Dona Sebastiana, a matriarca dos quilombolas, lembra que os 60 alunos já formados nos cursos da associação já estão trabalhando e ajudando suas famílias.

Fica aí a dica para os jovens que querem aprender uma profissão.

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Uma bicleta às mãos e uma viagem na cabeça

Clique aqui para ver a matéria no blog original.


Quem pensa que a bicicleta não foi feita para ser transportes de longas distâncias não sabe o que está falando.  Acostumado a pedalar, o pediatra mineiro Sérgio Cabral oi do Camboja, onde trabalhava para uma organização humanitária internacional,  ao Vietnã em apenas oito dias.  Da experiência, ficaram boas lembranças da acolhida do povo khmer e a vontade de vijar de “magrela” muitas mais vezes.
“Viajar de bicicleta é um pacote completo e barato, é uma associação de exercício físico e mental, é ecológico e é mais proveitoso do ponto de vista do turismo”, defende o médico.  Em entrevista ao Projeto 1 Carro a Menos ele conta como se preparou para enfrentar estradas em más condições  e viver grandes aventuras.
Você poderia ter feito sua viagem de ônibus ou avião. Por que escolheu a bicicleta?
Viajar de bicicleta é um pacote completo e barato. É uma associação de exercício físico e mental, é ecológico e é mais proveitoso do ponto de vista do turismo, do contato com o ambiente, sua transformação visual ao longo da viagem e o contato com as pessoas. Ao chegar ao destino, já se viu e aproveitou muito de muitas coisas. Além de que muitas coisas inusitadas podem acontecer durante a viagem, algumas costumam ser agradáveis e outras mais duras, mas todas trazem uma boa experiência de vida.
Foi sua primeira viagem de bicicleta? Se não, quais outras?Já fiz várias viagens de bicicleta. Em Cuba, fiz muitas viagens em bicicleta, sendo a maior delas de uns  600 km. No Brasil, quando adolescente costumava pedalar sem planos ou para ir a alguma cidade mais próximas.

Quanto tempo durou a viagem? Eu havia planejado cruzar a fronteira do Camboja ao Vietnã no primeiro dia de viagem, mas como atrasei na saída o tempo ficou curto e eu voltei à cidade onde estava baseado (Takeo). Parti novamente no dia seguinte pela manhã, bem cedo. e pude cruzar a fronteira no mesmo dia. A viagem durou uns oito dias.

Qual tipo de bicicleta você escolheu?
Uma bicicleta de 15 marchas, com garupa para levar a bagagem e algumas ferramentas. Bicicleta de pneus largos. As de 10 marchas e de pneus finos costumam ser mais rápidas e mais leves, mas são menos propícias para viagens onde não se conhece a qualidade das estradas.

Como se preparou para a viagem? Comeu algum alimento especial?
Na verdade levei uns sachês de comida usada para nutrição especial (hiper calórico, com conteúdo protéico e vitamínico), mas minha alimentação básica era feita em restaurantes ou em casa de pessoas que me acolhiam. A comida no Camboja e no Vietnã é pouco calórica, pois comem muito vegetal. É saudável, mas para viagens deste tipo é necessária a ingestão de bastante caloria e de líquidos, principalmente água. Na verdade muitos dos pequenos restaurantes que parei para comer pelo caminho não cheguei a pagar pela comida, pois as pessoas me acolhiam e me ofereciam a comida de graça.
Quanto à preparação física, não fiz nada muito especial, já andava de bicicleta com frequência, inclusive sempre ia trabalhar em bicicleta. Também fazia corridas longas, e exercícios físicos. Alguns dias antes fiz uma viagem longa dentro do Camboja, na região sul.  Além da preparação física, acho importante a preparação psicológica. Estar preparado para dificuldades, para contratempos, cansaço e frustrações também é muito importante.

E para a bicicleta? Fez alguma modificação especial?
Não modifiquei a bicicleta, mas fiz, eu mesmo, uma revisão geral, alinhamento das rodas, regulagem dos freios, lubrificação geral, calibragem. Para viagens ou esporte a bicicleta deve estar funcionando bem, e com peças adequadas, pois isto garante o bom rendimento, tranqüilidade e, sobretudo, a segurança.
Na verdade eu não tinha uma bicicleta para a viagem e pedi emprestada a bicicleta de um amigo belga. Na bicicleta dele havia uma cadeirinha para carregar criança e não foi possível retirar. O ideal seria colocar o bagageiro sobre a roda da frente da bicicleta, mas eu não tinha material para fazê-lo. O que me fez carregar a mochila nas costas grande parte do tempo, o que não é adequado.

Em média, quantas horas pedalou por dia?
Sempre começava o dia bem cedo e parava no final da tarde, algumas vezes na entrada da noite, mas não pedalava o tempo todo. Alguns dias, pedalava mais, outros menos, dependendo do que ia encontrando pelo caminho. Não viajo na intenção de percorrer muitos quilômetros, mas na intenção de absorver ao máximo a experiência vivida. Poder parar para apreciar uma paisagem, para ter contato com algumas pessoas, tirar fotos, comer com tranqüilidade, faz parte da viagem. Quando viajo assim, não me sinto em uma competição. Por isso não economizo tempo de deter-me por algum momento que me traga prazer ou uma experiência positiva. O objetivo era justamente este e não o de percorrer a maior distância possível.  E a bicicleta nos dá esta chance, particular, de muito contato com os momentos, locais e pessoas que vão passando por nós... ou nós por elas.

sábado, 12 de fevereiro de 2011

Charge da semana: bandido se esconde no Batalhão da PM

Concurso litetário e literatura de cordel

Como inspiração para os candidados a autores de literatura de cordel do concurso literário Fernando Cabral", segue uma poesia de cordel.

BIG BROTHER BRASIL
Autor: Antonio Barreto, Cordelista natural de Santa Bárbara-BA, residente em Salvador.

Curtir o Pedro Bial
E sentir tanta alegria,
É sinal de que você
O mau-gosto aprecia.
Dá valor ao que é banal,
É preguiçoso mental
E adora baixaria.

Há muito tempo, não vejo
Um programa tão "fuleiro",
Produzido pela Globo,
Visando Ibope e dinheiro,
Que, além de alienar,
Vai por certo atrofiar
A mente do brasileiro.

Me refiro ao brasileiro,
Que está em formação
E precisa evoluir,
Através da Educação.
Mas se torna um refém
Iletrado, "zé-ninguém"
Um escravo da ilusão.

Em frente à televisão,
Lá está toda a família,
Longe da realidade,
Onde a bobagem fervilha.
Não sabendo, essa gente
Desprovida e inocente,
Desta enorme "armadilha".

Cuidado, Pedro Bial,
Chega de esculhambação.
Respeite o trabalhador
Dessa sofrida Nação.
Deixe de chamar de "heróis"
Essas 'girls" e esses "boys"
Que têm cara de bundão.

O seu pai e a sua mãe,
Querido Pedro Bial,
São verdadeiros heróis
E merecem nosso aval.
Pois tiveram que lutar,
Pra manter e te educar,
Com esforço especial.

Muitos já se sentem mal,
Com seu discurso vazio.
Pessoas inteligentes
Se enchem de calafrio,
Porque, quando você fala,
A sua palavra é bala,
A ferir o nosso brio.

Um país, como Brasil,
Carente de educação,
Precisa de gente grande
Para dar boa lição.
Mas você, na Rede Globo,
Faz esse papel de bobo,
Enganando a Nação.

Respeite, Pedro Bial,
Nosso povo brasileiro,
Que acorda de madrugada
E trabalha o dia inteiro.
Dá muito duro, anda rouco
Paga impostos, ganha pouco:
Povo HERÓI, povo guerreiro.

Enquanto a sociedade,
Neste momento atual,
Se preocupa com a crise
Econômica e social,
Você precisa entender
Que queremos aprender
Algo sério – não banal.


Esse programa da Globo
Vem nos mostrar, sem engano,
Que, tudo que ali ocorre,
Parece um zoológico humano,
Onde impera a esperteza,
A malandragem, a baixeza:
Um cenário sub-humano.

A moral e a inteligência
Não são mais valorizadas.
Os “heróis” protagonizam
Um mundo de palhaçadas,
Sem critério e sem ética,
Em que vaidade e estética
São muito mais que louvadas.

Não se vê força poética,
Nem projeto educativo.
Um mar de vulgaridade
Já tornou-se imperativo.
O que se vê realmente
É um programa deprimente,
Sem nenhum objetivo.

Talvez haja objetivo
“professor”, Pedro Bial:
O que vocês estão querendo
É injetar o banal,
Deseducando o Brasil,
Nesse Big Brother vil
De lavagem cerebral.

Isso é um desserviço
Mal exemplo à juventude,
Que precisa de esperança
Educação e atitude.
Porém a mediocridade,
Unida à banalidade,
Faz com que ninguém estude.

É grande o constrangimento
De pessoas confinadas,
Num espaço luxuoso,
Curtindo todas baladas:
Corpos “belos”, na piscina,
A gastar adrenalina,
Nesse mar de palhaçadas.

Se a intenção da Globo
É de nos “emburrecer”,
Deixando o povo demente
Refém do seu poder,
Pois saiba que, "a exceção"
(amantes da educação),
Vai contestar a valer.

A você, Pedro Bial
Um "mercador da ilusão",
Junto à poderosa Globo,
Que conduz nossa Nação
Eu lhe peço esse favor:
Reflita, no seu labor,
E escute seu coração.

E vocês caros irmãos,
Que estão nessa cegueira,
Não façam mais ligações,
Apoiando essa besteira.
Não deem sua grana à Globo,
Isso é papel de bobo:
Fujam dessa baboseira.

E quando chegar ao fim
Desse Big Brother vil,
Que em nada contribui
Para o povo varonil,
Ninguém vai sentir saudade:
Quem lucra é a sociedade
Do nosso querido Brasil.

E saiba, caro leitor,
Que nós somos os culpados,
Porque, saem do nosso bolso,
Esses milhões desejados,
Que são ligações diárias,
Bastante desnecessárias,
Pra esses desocupados.

A loja do BBB,
Vendendo só porcaria,
Enganando muita gente,
Que logo se contagia
Com tanta futilidade,
Um mar de vulgaridade
Que nunca terá valia.

Chega de vulgaridade
E apelo sexual.
Não somos só futebol,
baixaria e carnaval.
Queremos Educação
E também evolução
No mundo espiritual.

Cadê a cidadania
Dos nossos educadores
Dos alunos, dos políticos
Poetas, trabalhadores?
Seremos sempre enganados
e vamos ficar calados
diante de enganadores?

Reveja logo esse equívoco,
Reaja à força do mal…
Eleve o seu coração,
Tomando uma decisão
Ou então: siga, animal…

FIM

Salvador, 16 de janeiro de 2010.

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Prefeito condenado por improbidade

07/02/2011 - Ex-prefeito condenado por improbidade (clique aqui para ver a notícia original)

O juiz da 1ª Vara Cível de Frutal, Elton Pupo Nogueira, condenou L.A.Z.C.B., que foi prefeito de Frutal de 1997 a 2000, por improbidade administrativa. Além dele, o réu O.M.M., dono de uma concessionária de veículos, também foi condenado. Com a decisão, ambos perderão seus direitos políticos: L.A., por quatro anos e seis meses e O., por três anos. Os réus ainda ficarão impedidos de contratar com o poder público ou de receber incentivos fiscais por três anos.

A ação civil pública foi ajuizada pelo Ministério Público (MP). Segundo o MP, em 1996, quando ainda era deputado estadual, L.A. adquiriu em seu nome veículos para serem usados como ambulâncias. Ao ser eleito prefeito, ele promoveu uma operação para que o Município de Frutal adquirisse os mesmos automóveis. De acordo com o MP, L.A. usou dinheiro público em proveito próprio, frustrou a licitude do procedimento licitatório e afrontou os princípios de moralidade administrativa e impessoalidade. O órgão pediu a condenação dos réus com “sanções que servissem de desestímulo à prática de novas violações”.

Em sua defesa, L.A. alegou que os automóveis foram comprados com recursos dele e cedidos gratuitamente ao Município de Frutal por meio de contratos de comodato. “No final de 1996, precisei rescindir o contrato por motivos pessoais, mas, com a necessidade de ambulâncias na cidade, abrimos uma licitação para aquisição de novos veículos”, declarou. L.A. afirma que as transações feitas respeitaram a lei. “Tudo isso foi apurado pela Câmara Municipal, que não vislumbrou ato administrativo ilícito de nossa parte”, sustentou.

O.M.M., por sua vez, afirmou que adquiriu os automóveis mediante a concessionária Frutauto, de sua propriedade. No ano seguinte à compra, porém, a empresa teria sido convidada a participar de um certame licitatório. “Vencemos porque oferecemos a proposta mais vantajosa”, declarou. O. ainda defendeu que o processo não teve irregularidades.

Em sentença de 28 de janeiro, o juiz da 1ª Vara Cível de Frutal, Elton Pupo Nogueira entendeu que “as condutas dos réus foram desonestas e afrontaram os princípios da honestidade e legalidade”. Analisando uma série de documentos, o depoimento de testemunhas e dados contábeis da Frutauto e da Prefeitura de Frutal, o magistrado concluiu que a empresa comprou os carros com o intuito de revendê-los, “numa transação de estilo mafioso, em licitação com tramitação em tempo recorde de apenas alguns dias entre o início e o pagamento”.

Para o juiz, ficou evidente não se tratar de inabilidade do então prefeito municipal. “Não há dúvida de que eventuais irregularidades administrativas, por si sós, não caracterizam improbidade administrativa. No entanto, a premeditação do ato ímprobo, com tratativas que pretendem dar ares de legalidade a uma licitação simulada, merece grande reprovação”, sentenciou.

Por ser de 1ª Instancia, essa decisão está sujeita a recurso.
Assessoria de Comunicação Institucional - Ascom
TJMG - Unidade Goiás
(31) 3237-6568
ascom@tjmg.jus.br

Processo nº: 0271.02.015125-1.

sábado, 5 de fevereiro de 2011

charge da semana: Bode na Argentina, Bom Despacho na fedentina

Notícias para quem gosta de pedalar

Para a turma de Bom Despacho e região que gosta de pedalar, seguem as dicas. Lembro que o Pirulito mencionado está no extremo Sul de Bom Despacho, no limite com Santo Antônio do Monte. É o Alto da Chapada. Esse é o ponto mais alto de Bom Despacho, com 961 metros.  Quanto à distância, cuidado com o incurável otimismo do Titão: a distância está mais para 60 e tantos quilômetros do que para 50!
Amigos,
Primeiro: quero convida-los para um Pedal bem Matutino, quem sabe sair ás 7hs em ponto mesmo, reunião ás 6:30 e saída as 7 com quem já estiver lá, os atrasados como Eu vão ficar para trás. Motivo é o Sol que está muito quente nestes dias, saindo bem cedo podemos estar de volta antes das 11hs. Proposta ir até a cachoeira Bonita e voltar passando pelo Capivari dos Macedos. Percurso Moderado muito tranquilo com 50 Km de ida e volta. Atenção para entrar na Cachoeira é cobrado uma taxa, portanto leve grana, certo.(dá última vez foi R$2,00 por pessoa).
Onde fica: Sul, Rodovia de Samonte até o Pirulito, mais uns 5 Km até a fazenda da cachoeira. Volta uns 20 Km de chão até o Capivari e mais uns 7 de asfalto até BD.
É um passeio legal, já fomos lá, então não tenham medo de se perderem como em Leandro. Foto anexa de dois camaradas curtindo um Sol das 14hs, hehehe...

Segundo: Nosso colega Emersom, lá de Luz, tem para vender as peças abaixo relacionadas, estão semi-novas. Emersom é bastante cuidadoso, podem confiar que as peças estão realmente boas.
01 - Pé de Vela Shimano XT - R$ 500,00.
01 - Cassete de 9 Velocidades Shimano XT - R$ 120,00.
01 - Jg de Passadores Rapid-Fire Shimano XT - R$ 250,00.
Único motivo da venda, é que ele trocou a relação para uma Shimano XTR.
Quem se enteressar, é só ligar para o Emersom no tel. 99179785 Vivo. Ok.

Terceiro; Parabéns ao nosso Caio, que foi vencedor na corrida de Onça do Pitangui, neste último Domingo, valeu Caio Senna da Silva.
Abs a todos, e até Domingo ás 06:30Hs (Ainda vai estar escuro, galera.)
Titão das Montanhas
 

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

PF: operação Astiages prende 12 que desviaram dinheirom em Barra do Corda

03/02/2011 16h22 - Atualizado em 03/02/2011 17h01 (clique aqui para ver a matéria original)

Polícia Federal cumpre 12 mandados de prisão em operação no Maranhão

Agentes investigam suposto desvio de R$ 50 mi em Barra do Corda (MA). Foram apreendidos um helicóptero, um avião, joias e carros de luxo.

Do G1, em Brasília
A Polícia Federal realiza nesta quinta-feira (3), no Maranhão, a Operação Astiages. Agentes cumprem 12 mandados de prisão e 18 de busca e apreensão nos municípios de Barra do Corda, na região central do estado, e na capital São Luís.
Entre os procurados, está o prefeito de Barra do Corda, Manoel Mariano de Sousa (PV). O G1 buscou contato por telefone a Prefeitura de Barra de Corda e a Câmara Municipal, mas ninguém atendeu às ligações.
Segundo a Polícia Federal, desvios na Prefeitura de Barra do Corda chegam a R$ 50 milhões. Já foram presas nove pessoas, entre elas, o genro e a nora do prefeito.
As ordens judiciais de prisão temporária e busca e apreensão foram expedidas pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região. A operação é coordenada pelo Grupo de Repressão aos Crimes Financeiros e Lavagem de Dinheiro da Superintendência Regional de Polícia Federal no Maranhão.
Mais de cem policiais trabalham na Operação Astiages, que segundo a PF, recebeu esse título em referência a um rei que governou a Pérsia no século V a.C.
Foram apreendidos pela Polícia Federal um helicóptero, um avião, carros de luxo, joias e uma caixa com relógios de luxo.
De acordo com a assessoria da PF, os acusados formam uma organização criminosa, com um núcleo e "laranjas". Somente os dois principais integrantes da quadrilha, de acordo com a PF, movimentaram irregularmente R$ 50 milhões entre 2005 e 2010.

MSF expõe em Belo Horizonte

"Experiências de Vida" é a exposição que o MSF (Médicos Sem Fronteira) abrirá hoje, no BH Shopping. Entres os voluntários do MSF está o bom-despachense Sérgio Cabral, voluntário da organização.

Clique na imagem abaixo para ver o texto em letra maior.

Dourados-MS: Cassado prefeito, vice prefeito e 12 vereadores

Em Dourados, 12 dos vereadores foram cassados. Também foram cassados o prefeito e o vice-prefeito. Essa quadrilha do legislativo e do executivo se reunião para saquear os cofres de Dourados-MS.

O resultado da roubalheira pode ser visto nessa reportagem da Rede Globo: ruas esburacadas, cidade cheia de lixo, atraso nos pagamentos...

Vereadores de Juatuba acusados de negociar propina para não cassar o prefeito

A Câmara Municipal de Juatuba, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, instaurou Comissão de Sindicância para investigar um esquema de caixa dois que teria ocorrido dentro da prefeitura. O dinheiro teria sido usado em suposto suborno a vereadores, para que votassem contra a cassação do prefeito, Antônio Adônis (PSB), no ano passado. As irregularidades foram denunciadas pelo ex-secretário de administração Gláucio Leão, até então braço direito de Adônis, que gravou os vereadores Rômulo Antônio da Cruz (PRB) e Maria de Fátima Saraiva (PMDB) pedindo gratificações na prefeitura. Leia o restante da matéria e ouça as gravações clicando aqui.

Veja notícia na TV clicando aqui.

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

MP pede cassação de 20 vereadores de Sorocaba e a revogação de cargos

02/02/2011 19h23 - Atualizado em 02/02/2011 19h34 (veja a notícia original clicando aqui)

Acusação contra parlamentares é de improbidade administrativa.
Presidente da Câmara da cidade disse estar 'tranquilo'.

Do G1 SP, com informações da TV Tem
Câmara de Sorocaba tem todos os seus vereadores denunciados (Foto: Reprodução/TV Tem)Câmara de Sorocaba pode ter seus vereadores cassados (Foto: Reprodução/ TV Tem)
O Ministério Público de Sorocaba, a 92 km de São Paulo, pediu à Vara da Fazenda Pública a cassação dos 20 vereadores por atos de improbidade administrativa e o pagamento de multa, a cada parlamentar, de R$ 700 mil (valor do salário mensal multiplicado por 100), além da proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais pelo prazo de três anos. A causa ultrapassa os R$ 16 milhões.
A ação, protocolada nesta quarta-feira (2) pelo promotor Orlando Bastos Filho, é fruto das quatros sessões extraordinárias realizadas no dia 20 de dezembro de 2010, "sem as justificativas necessárias", quando foi votado o reajuste salarial de R$ 7 mil para R$ 15 mil, a partir de 2013, e revogado, também em sessão extraordinária, após pressão popular. "Aliás, a descoberta pelo público da espúria intenção dos legisladores foi a desgraça do intento", ressaltou o promotor.
Para o MP, matérias tratadas por resolução, destinada a assuntos "estritamente internos, jamais poderiam ser processadas em sessões extraordinárias, destinadas, constitucionalmente, a temas de interesse público e urgentes", disse Bastos Filho no processo.
A Promotoria destacou ao juiz Marcos Soares Machado que as condutas dos 20 vereadores foram no sentido de "iludir, driblar e distrair a população, levando assuntos de notório desgaste político, de forma sigilosa, a período próximo das festas, decidido em segundos, sem qualquer tramitação inicial anterior, em atitude maquiavélica, nada transparente e imoral".
Orlando Bastos Filho acrescentou ao magistrado que o presidente da Mesa Diretora da Câmara, Mário Marte Marinho Júnior (PPS), tomou "cuidado" ao colher a assinatura de todos os membros da Casa, o que deixa claro o "conluio e o dolo generalizado".
Marinho Marte disse estar tranquilo, esperando receber a notificação da Justiça para que os advogados da Câmara iniciem o processo de defesa dos vereadores. Quanto às quatro sessões extraordinárias, ele informou que todas seguiram "rigorosamente" o regimento interno da Casa.
b56a63c5-6e12-4ad3-81ef-13956069e781