terça-feira, 29 de novembro de 2011

Fernando Cabral responde – transporte urbano

Pergunta:
O transporte urbano em bom despacho está péssimo. Coletivos sempre atrasados e mudam o horário noturno e não avisam ninguém. Que atitude o senhor como vereador pode tomar, pois temos pago por transporte coletivo caro e não está satisfazendo à  população.

Reposta:

Caro cidadão, a fiscalização do transporte urbano é responsabilidade do prefeito. Também é dele a responsabilidade pela aprovação das tarifas, estabelecimento de horários e definição do percurso dos ônibus.

Por lei, o papel do vereador nesse tipo de problema é muito limitado. O que ele pode fazer é mais ou menos o mesmo que qualquer cidadão pode fazer: denunciar e pedir que o prefeito tome as providências.

Vou lhe dar um exemplo: ainda ontem falei na câmara sobre a falta de abrigo nas paradas de ônibus. Isso é uma vergonha para a cidade. Principalmente agora, na época das chuvas, quando vemos senhoras, crianças e idosos se abrigando debaixo de marquises. Isso, quando tem marquise por perto.

Pois bem, existe dinheiro para a construção dos abrigos. Ele vem das próprias passagens. O prefeito, porém, não só não os constrói como não presta contas do dinheiro. Como ele tem maioria na câmara, os vereadores da base dele (são seis contra três) não nos deixam tomar as medidas legais cabíveis no caso.

Lamento se não posso lhe dar grandes esperanças, mas, se o fizesse, estaria lhe enganando. Precisamos sempre ter em mente que o vereador é proibido de administrar a cidade. Somente o prefeito pode fazê-lo.

De qualquer forma, digo-lhe que farei o que a lei permite que eu faça: pedirei ao prefeito que tome providências, e à empresa de ônibus que faça a parte dela.

Obrigado

- fernando

Nenhum comentário:

b56a63c5-6e12-4ad3-81ef-13956069e781