segunda-feira, 23 de abril de 2012

Veja todos os vídeos do resgate do carro que caiu no Córrego das Palmeiras

O resgate do carro que caiu no Córrego das Palmeiras contou com o apoio de dois reboques e levou bem mais de uma hora.

A despeito da violência dos sucessivos choques, dos três ocupantes, o que mais sofreu teve apenas três costelas fraturadas. É resultado da forma como funcionam as estruturas dos carros atuais: a ferragem se deforma e absorve a energia cinética. É assim que protege o habitáculo, onde estão os passageiros. Os passageiros tiveram sorte, também, porque o carro não se chocou de frente com o concreto, mas de lado, mais ou menos na altura do farol do lado esquerdo. Com isso o carro resvalou e em seguida capotou. Por isso a desaceleração foi mais moderada. Isso também ajudou a proteger o cérebro e os ossos contra os efeitos da desaceleração abrupta.

Nenhum comentário:

b56a63c5-6e12-4ad3-81ef-13956069e781