quarta-feira, 18 de abril de 2012

Sítio publica entrevista com Fernando Cabral

PORTRAITS (Leia tradução ao final. Clique aqui para ir à página original).

Fernando Jose Castro Cabral (D914-BRE)

“Philosophical exercise”

The wind was whipping up at the finish line of the second stage of the 27th Sultan MARATHON DES SABLES. Despite over 6 hours of strenuous effort, Fernando Jose, a runner from central Brazil, was sporting a broad smile. “Yes, it’s hard, but it’s so lovely,” he said. “Obviously, I’ve already got blisters, but it wouldn’t be the MARATHON DES SABLES without a few blisters. It’s part of the course.” After taking part in the 15th and 17th MDS marathons, the Brazilian has come to the desert for a kind of “initiation experience”. “This race isn’t so much about sport as a philosophical and mental exercise. When you’re in the desert and you see the mountains and the broad stretches of sand and all this nature, it makes you aware of your place in the environment. The MARATHON DES SABLES opens up new perspectives. There’s also a great sense of solidarity. In the Bivouac, the participants come from dozens of different countries, and it’s a great occasion to exchange and discuss. People often say we’re mad to come and take part in a race like this. Perhaps they’re right, but it could be that they are the mad ones….”(Leia tradução abaixo).

RETRATOS
Fernando Jose Castro Cabral (D914-BRE)
“Exercício Filosófico”

O vento estava chicoteando na linha de chegada do segundo estágio da 27ª Sultan MARATHON DES SABLES. A despeito de mais de 6 horas de esforço extenuante, Fernando José (Fernando Cabral), um corredor brasileiro, apresentava sorriso largo. “Sim, é muito difícil, mas muito bom", ele disse. “Obviamente, já tenho bolhas, mas sem algumas bolhas, esta não seria a MARATHON DES SABLES. É parte dela."

Depois de ter participado da 15ª e 17ª MdS, o brasileiro veio ao deserto para um tipo de "experiência de iniciação": "Esta corrida não é tanto um esporte, ela é mais um exercício filosófico e mental. Quanto você está no deserto você vê as montanhas e grandes extensões de areia, e toda essa natureza, você toma consciência do seu lugar no ambiente. A MARATHON DES SABLES abre novas perspectivas. Há também um grande sentimento de solidariedade. No Bivaque, os participantes vêm de dúzias de países diferentes, e é uma grande ocasião para trocar ideias e discutir. Muitas vezes as pessoas dizem que somos loucos por participarmos de uma corrida como essa. Talvez tenham razão, mas pode bem ser o contrário. Eles é que podem ser os loucos..."

Nenhum comentário:

b56a63c5-6e12-4ad3-81ef-13956069e781